domingo, 8 de maio de 2011

Pesquisa

"O Design acrescenta ao Desenho algo de novo: uma intenção."

A origem do Design de Produto está na Revolução Industrial. Na altura surgia a necessidade de produzir em massa para as massas, sem qualquer preocupação estética. Lembremo-nos que antes, com a manufactura, a questão estética estava em situação de prioridade, ao contrário da situação da altura da revolução.
Com a evolução dos anos, surgiram novos movimentos artísticos, e com eles novos materiais que vieram "afectar" o Design de Produto e mudá-o igualmente. Pode referir-se, por exemplo:
O Art Noveau, onde foram introduzidos materiais como o vidro e ferro, dando a possibilidade da maior adornação dos objectos;


 O Art Déco, com o aparecimento do betão armado, o compensado de madeira e o aço tubular, onde a função estética era bastante mais importante que a funcionalidade;

ou o Pós-Modernismo, onde imperava o termo "Less is More", ora, minimalismo.


Porém, os movimentos artísticos foram reforçados com o ensino especializado nesta área: a criação de escolas como a famosa Bauhaus vieram trazer uma maior importância a este tipo de design.
Mas existe um movimento que está no centro do desenvolvimento do Design de Produto. Esse movimento é o Arts&Crafts, fundado por William Morris.
Este movimento consistia em tornar importante o lado artístico da produção, em vez de ser considerada como algo simplesmente mecanizado. Trouxe, então, a valorização do artista por detrás do produto, que mais tarde iria ser chamado de designer.

Sem comentários:

Publicar um comentário