domingo, 12 de dezembro de 2010

Relatório Visita de Estudo - Museu do Azulejo

Técnicas usadas no azulejo:
- Alicatado: A argila é amassada em forma de quadrado e chacota, dando origem a várias placas monocromáticas. Na chacota colocava-se o esmalte e as placas eram cortadas em formas geométricas com um alicate.
- Corda Seca: Motivo decorativo a partir de óleo de linhaço e óxido de mogadés. É utilizado um molde que se calcava no barro cru e as formas eram preenchidas com uma pasta gordurenta.
- Esgrafitado: Só quando os azulejos eram colocados na parede é que estes eram riscados e pintados.
- Relevado: Molde com relevo escavado onde colocavam o barro cru ficando com o relevo.

- Aresta:
Molde com decorativo em negativo que era decalcado no barro cru e ao cozer separava as cores.

-------------------------------------------//---------------------------------------------
- Técnica da Majólica:
Trazida da Holanda e depois realizada por técnicas portuguesas. Após uma camada de pó branco, é feita uma primeira cozedura. Sobre o pó é colocada uma folha de papel vegetal com o desenho. O decalque é feito com uma boneca de carvão. O azulejo é pintado com tintas cerâmicas que se transformam na cozedura.
- Frontões de Altar:
Imitação de tapetes que eram colocados em frente aos altares, em azulejo.
- Razão pelos frontões serem “adaptados” ao azulejo:
Os tapetes colocados em frente aos altares eram caros e vinham da Índia.

- Figura Avulsa:
Um azulejo didáctico com um tema principal. Eram colocados nos corredores e nas cozinhas dos palácios.
- Diferença entre figura avulsa portuguesa e figura avulsa holandesa: A figura avulsa holandesa era muito figurativa e gráfica, enquanto que a portuguesa era mais pictórica e pintada a óleo por pessoas sem especialização.






Sem comentários:

Publicar um comentário